Por que investir na qualidade de vida dos colaboradores?

A cada ano que passa, as pessoas se preocupam mais com a qualidade de vida.

Todos nós temos nos preocupado mais em cuidar da saúde e do bem-estar do corpo e da mente, para podermos desfrutar de mais longevidade.

Nas empresas, dentro deste contexto, nota-se, muitas vezes, que os colaboradores que se preocupam e fazer algo para garantir o próprio bem-estar possuem uma tendência a produzir mais e estarem mais comprometidos com o alcance dos objetivos.

O que fazer, então, para incentivar os colaboradores a adotar hábitos mais saudáveis e aumentar o nível de produtividade das equipes? No post de hoje, vamos explicar por que sua empresa deve investir na qualidade de vida dos colaboradores.

 

Menos sedentarismo implica em mais disposição

Atividade física é a primeira coisa que vem à mente quando falamos de qualidade de vida. E não é mera coincidência.

Pessoas que se exercitam com regularidade percebem diversos benefícios.

Para começar, quando nos exercitamos, nosso corpo produz endorfina, uma substância responsável por garantir a sensação de bem-estar físico e mental e que ainda ajuda a reduzir o estresse.

Se grande parte dos seus colaboradores buscarem melhorar a qualidade de vida através da prática de atividade física, é bem provável que sua empresa consiga promover um ambiente de trabalho mais leve, colaborativo e, consequentemente, produtivo, já que quem se exercita com frequência mantém as células em constante movimento.

 

Mais autoconfiança leva ao aumento da produtividade

Colaboradores praticando atividade física, mais ativos e dispostos, já possibilitam um incremento na produtividade.

Quando o cuidado com a saúde é completo, o cansaço raramente aparece. Quando sabem que estão tendo mais qualidade de vida, as pessoas sentem-se naturalmente mais confiantes em si mesmas, já que se sentem preparadas para a ação a qualquer momento, por conta da movimentação contínua das células do corpo.

Colaboradores que confiam mais em si mesmos ficam mais propícios a receber desafios com entusiasmo e a motivarem-se para superar esses desafios, o que ajuda a empresa a conseguir melhores performances de seus colaboradores.

 

Mais qualidade de vida resulta em menos afastamentos

Profissionais da área de recursos humanos e empresas, de modo geral, conhecem de perto as dificuldades que sucedem o afastamento de um colaborador.

Do outro lado, o próprio colaborador que se afasta do trabalho por causa de um problema de saúde, na grande maioria dos casos, fica receoso de que sua permanência no emprego seja abalada pela situação.

Durante todo o período em que o colaborador fica afastado de suas atividades, ele fica alheio a tudo o que está acontecendo na empresa e em seu setor. Isso faz que com a volta ao trabalho seja ainda mais conturbada que o próprio afastamento.

Para ambas as partes, quanto menos afastamentos ocorrerem, melhor!

Colaboradores que exercitam o corpo e a mente, e que também descansam, no momentos indicados e convenientes, possuem uma saúde mais equilibrada, com menos possibilidade de desenvolver ou ser vítima de alguma doença que possa causar o afastamento do ambiente de trabalho.

 

Sua empresa já faz algum tipo de investimento na qualidade de vida de seus colaboradores? Se sim, compartilhe a sua experiência conosco nos comentários. Se não, está na hora de começar a pensar no assunto!